McLaren 600LT já está no Brasil

0
250
Foto Divulgação

Carro foi apresentado dia 14 de fevereiro, na sede da empresa, em São Paulo

A família McLaren ganha um novo integrante no Brasil com a chegada do 600LT. O modelo inicia o próximo capítulo da história dos McLaren ‘Longtail’ (LT) e, ao mesmo tempo, estabelece uma nova referência como o mais rápido, mais potente e mais focado em pistas – mas ainda homologado para as ruas – dos McLaren Sports Series já criado. O carro foi apresentado no dia 14 de fevereiro, na sede da McLaren São Paulo, com as presenças de Bruno Bonifácio, Gerente Geral da McLaren São Paulo, e Adam Gron, Gerente de Marketing e Imprensa da McLaren para Oriente Médio, África e América Latina.

Foto Divulgação

“O 600LT é apenas o quarto ‘Longtail’ da McLaren em mais de duas décadas. O McLaren F1 GTR ‘Longtail’ que começou a linhagem foi um dos mais puros carros de corrida da história do automobilismo moderno. O 675LT ressuscitou este nome reverenciado, criando a mais pura destilação do puro prazer de dirigir incorporado em todos os carros da McLaren. Agora estamos ampliando ainda mais nossa família LT – embora em número limitado – e mais uma vez demonstrando o espírito da aerodinâmica otimizada, maior potência, peso reduzido, dinâmica focada nas pistas e melhor engajamento do motorista, que são as marcas de um McLaren Longtail”, disse Mike Flewitt, diretor executivo da McLaren Automotive.

Foto Divulgação

Inspirado no renomado McLaren 675LT e seu icônico predecessor de corridas “Longtail”, o McLaren 600LT foi construído para se destacar tanto nas estradas quanto nas pistas. A nova adição à família LT tem todas as características físicas de um verdadeiro McLaren “Longtail”, incluindo uma silhueta alongada em 74 mm; ele também tem um divisor dianteiro estendido, difusor traseiro alongado e asa traseira fixa. No total, mais de 23% das peças (em número) são diferentes no McLaren 600LT padrão, comparado a um McLaren 570S Coupé.

Foto Divulgação

Medidas extremas para diminuir peso estiveram no centro do programa McLaren 600LT desde o início, sendo direcionada e alcançada uma redução de 96 kg em relação ao peso DIN de um 570S Coupé. Construído usando o chassi monocoque leve de fibra de carbono pelo qual a McLaren é reconhecida, o 600LT se beneficia ainda mais da nova carroceria de fibra de carbono que reduz o peso do veículo e otimiza o desempenho aerodinâmico. Saídas de escape em posição superior exclusivas garantem que o novo modelo LT tenha uma aparência distinta, que o identifica como algo particularmente especial, além de proporcionar uma diminuição substancial de peso e uma incrível experiência sonora.

O interior minimalista e focado em pista tem bancos de corrida de fibra de carbono de baixo peso, vistos pela primeira vez no McLaren P1 ™, e acabamento com uso extensivo de Alcantara®. Se o cliente desejar ainda menos peso, estão disponíveis bancos de fibra de carbono super leves, desenvolvidos para o McLaren Senna. A McLaren Special Operations (MSO) oferece uma linha de recursos que inclui um teto de fibra de carbono, arcos da capota e pára-choques dianteiros de fibra de carbono ventilados. Com todas as opções de diminuição de peso instaladas, o peso do novo McLaren 600LT é de 1.247 kg.

Para fornecer o desempenho extremo apropriado para um LT, o McLaren 600LT é movido por um motor V8 biturbo de 3,8 litros que se beneficia de um sistema de refrigeração aprimorado e redução da pressão de retorno em um sistema de escape ainda mais curto e mais extremo que o do McLaren Senna. A potência máxima é de 600 HP, com torque máximo de 620 Nm e relação peso-potência de impressionantes 2,078 kg/HP.

A essência de um McLaren “Longtail” vai além de sua silhueta física e mais ainda que do peso reduzido e do aumento de potência. O objetivo absoluto do McLaren 600LT é engajar e motivar os pilotos aos mais altos níveis imagináveis. Para esse fim, o novo modelo apresenta a suspensão forjada de duplo braço em alumínio e o sistema de freios de baixo peso da segunda geração da McLaren Super Series; pneus Pirelli Trofeo R feitos sob medida e focados em pista; direção mais rápida; respostas mais imediatas dos pedais do acelerador e do freio; coxins do motor significativamente mais firmes e escapamentos montados virtualmente atrás do ombro do motorista para proporcionar o incrível som do motor na cabine.

A nova carroçaria de fibra de carbono e o difusor traseiro de grandes dimensões proporcionam uma força descendente substancialmente aumentada para melhorar ainda mais a experiência dinâmica do 600LT, especialmente na pista. O motorista é encorajado pela conexão profundamente enraizada e incrivelmente pura com o carro para explorar completamente a aerodinâmica otimizada, o peso reduzido, a potência aumentada e a dinâmica focada na pista. Esse nível mais alto de excelência e engajamento é o etos no coração do McLaren 600LT, assim como foi com o McLaren 675LT e o McLaren F1 GTR “Longtail” antes deles.

A dramática iteração “Longtail” do McLaren F1 GTR fez sua estreia durante a temporada de 1997, com a distintiva silhueta esticada ganhando o nome hoje icônico. Somente nove exemplares, mais o protótipo de desenvolvimento, foram construídos. Além da carroceria alongada, que reduziu o arrasto e aumentou a força descendente, houve desenvolvimentos adicionais, incluindo suspensão totalmente ajustável e transmissão sequencial.

Otimizado por meio de medidas extensivas de diminuição de peso, o McLaren F1 GTR “Longtail” era mais de 100 kg mais leve que o McLaren F1 GTR, vencedor de 24 horas de Le Mans, e se tornou um dos carros de corrida GT mais ilustres de sua época. O McLaren F1 GTR “Longtail” conquistou a vitória em cinco das onze etapas do FIA GT Championship de 1997 e terminou em primeiro e segundo lugar na classe GT1 nas 24 Horas de Le Mans. O adversário mais próximo ficou quase 30 voltas atrás.

A McLaren Automotive reviveu o lendário nome “Longtail” no Salão de Genebra de 2015, com o lançamento do 675LT Coupé. O peso foi minimizado e a aerodinâmica foi otimizada, paralelamente ao aumento de potência e do engajamento do motorista. A dinâmica focada em pista era orgulhosamente óbvia e apenas um número limitado estava disponível. Fiel ao espírito de seu predecessor “Longtail” e às características inerentes a um carro com o emblema LT, o 675LT Coupé era, na época do lançamento, reconhecido como o mais puro e mais envolvente supercarro McLaren de produção em série até então.

Respondendo à demanda dos clientes após a produção de Coupés rapidamente se esgotar, a McLaren criou o McLaren 675LT Spider. O modelo de cabine aberta mais focado, mais rápido e estimulante que já usou um emblema da McLaren. Em duas semanas, todas as 500 unidades disponíveis estavam vendidas.

O volume do novo McLaren LT também será estritamente limitado. A produção do 600LT Coupé terá início em outubro de 2018 e durará cerca de 12 meses, com períodos de construção programados em torno dos modelos Sports Series e Super Series já existentes, bem como os esgotados Senna, Senna GTR e BP23. Os painéis de carroceria de fibra de carbono especiais do 600LT também garantirão que seja significativamente mais raro do que os irmãos da série Sport.

Como seus antecessores 675LT, cada 600LT será montado à mão no Centro de Produção McLaren em Woking, Surrey. Já à venda nos revendedores McLaren (no Brasil, a McLaren São Paulo), o McLaren 600LT Coupé está sujeito à disponibilidade no momento da compra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here